Review: Xenosaga Episode I – Der Wille zur Macht

Por: -Zero-

Ficha Técnica:

Ano de lançamento: 2001
Produtora: Namco
Gênero: RPG
Número de jogadores: 1

Sobre o game:

Os criadores de Xenogears após problemas com a Square Enix, uniram-se sob a forma de Monolith Software liderada por Tetsuya Takahashi pertencente á Namco, para continuar a saga Xeno. Xenosaga é composto por três episódios, dos quais este Der Wille zur Macht é obviamente a introdução. Embora seja um jogo de 2001, sem duvidas é um dos melhores Rpgs do PS2, com gráficos que impressionam, diria que não perde muito para Final Fantasy X, que era o GOTY da época ! É uma aventura inexplicável, só jogando para saber !!!

Na época que eu comprei Xenosaga, fazia muito tempo que eu não jogava um bom RPG, o ultimo tinha sido Final fantasy X, resolvi comprar o XS por conta dos boatos dele fazer parte da série Xenogears da Squaresoft para PSOne, que eu tanto gostava.

O jogo lembra muito um anime (desenho japones) chamado Evangelion, tem uma historia pesada, mais voltada para o publico adulto. Temas religiosos Cristãos também entram pesadamente e começam a se tornar seu foco comforme você progride no jogo. Não falarei muito sobre a historia nem do jogo em si, meu intuito nessa analise é fazer você que esta lendo,ficar com vontade de conferir essa obra prima da namco.

Xenosaga é um RPG de turnos lançado em 2001 pela NAMCO, e que se passa em um futuro decadente e distante. A história começa com uma animação onde um arqueologista de nosso tempo está em uma escavação e encontra uma misteriosa relíquia conhecida como “ZOHAR”(mesmo artefato mencionado em Xenogears) durante uma escavação no Quênia. Porem não se sabe ao certo o que aconteceu, mas essa relíquia atraiu a completa destruição de nosso planeta, forçando a humanidade a fugir para o espaço, assim tem inicio essa incrível história.

4000 anos depois, no ano 4767 conhecemos a protagonista da série Shion que está a bordo da nave woglinde, junto com KOS-MOS que está em fase de testes, está tudo correndo bem na viajem até que encontram a misteriosa relíquia ZOHAR vagando no espaço, assim recolhem a relíquia, porém de repente várias criaturas alienígenas conhecidas como Gnosis aparecem e uma carnificina em meio ao espaço começa, a partir daí o jogo começa pra valer e você assume o papel de Shion que fará tudo para sobreviver a esse ataque. Dai em diante, a historia só fica melhor, prendendo o jogador com ação, drama, reviravoltas, batalhas épicas ”ÉPICAS MESMO CONFIEM EM MIM”, CGs que ficaram na historia de quem jogou, personagens carismaticos que vão se juntando ao grupo para ajudar a salvar a galaxia, e trilha sonora que empolga a todos os momentos do jogo.

As batalhas do game são bem simples ”mas eficiente e empolgante” , com um sistema de combate interessante para sua época. Você usa dois tipos de ataque com quadrado e triangulo enquanto circulo serve para um ataque especial (que não consome EP), esse ataque funciona de modo que vc encha as 3 barras de ataque, essas barras são enchidas cada vez que você coloca seu personagem em “guard” quando as 3 estão cheias você pode usar um ataque especial. A medida que você avança é possível conseguir novos ataques especiais e aumentar o nível de cada ataque. As magias como em qualquer bom RPG estão presentes também, essas funcionam do modo clássico de qualquer RPG, ou seja, gastando pontos de magia (os EP nesse game). Não esquecendo que o jogo acrescenta mechas (robos gigantes) as batalhas, no meio da luta você pode ativa-los com certos personagens.

Apesar de não ser mais da mesma produtora Square, Xenosaga (Embora algumas pessoas digam que não) parece ser o inicio da história que originou Xenogears, famoso rpg do playstation one lançado em 1998.

Persornagens:

Shion Uzuki: Protagonista da série e chefe da primeira divisão R&D das indústrias VECTOR.

-KOS–MOS: Andróide anti-gnosis criado pela divisão de Shion, ela age de acordo com cálculos e probabilidades para sempre garantir a segurança de Shion, ela ignora sentimentos, contrariando Shion muitas vezes.

Chaos: Um garoto misterioso, não se sabe muito dele no começo da série, mas Shion se surpreende ao ver ele desintegrar um Gnosis apenas tocando ele. (o menino é arretado)

Zigurat 8 (Ziggy): Um poderoso cyborgue com um passado desconhecido, ele aparece na série quando é designado com o objetivo de resgatar MOMO.

MOMO: Unidade observacional realian, é a modelo das 100 – series, fabricadas em massa.Uma garotinha que quer apenas o amor de Juli Mizrachi esposa de Joachim Mizrachi que foi seu criador, ela chama juli de mãe, porém essa mostra certa frieza ao modo de tratar MOMO devido a um misterioso fato que ocorreu no passado, envolvendo sua verdadeira filha.

Rubedo (Jr): Apesar de ter apenas a aparência de uma criança, Jr. Como é conhecido, é um U.R.T.V que foi um projeto onde transformavam crianças em soldados perfeitos, porém um acidente dizimou todo o grupo, restando apenas Jr. e seus irmãos mais novos Gaignum e Albedo, mesmo os seus outros 2 irmãos sendo adultos, Jr permanece como uma criança devido a um acidente que ocorreu no passado.

NOTAS:

Gráficos: 8,5

Por ser um game ainda de 2001, os gráficos não são uma obra prima, porém os ambientes e cenários são muito criativos e belos, fazendo compensar nesse requisito.

História: 10

Historia, O ponto mais forte do jogo! Sem muito que dizer. Apenas afirmo que esse RPG tem uma das melhores histórias já criadas para um RPG.

Trilha sonora: 9,0

Trilha excelente que acompanha muito bem o jogo.

Jogabilidade: 9,0

Uma jogabilidade simples, rápida e interessante, não tem o melhor sistema de batalhas que já vi, mas é muito bom.

6 Responses to “Review: Xenosaga Episode I – Der Wille zur Macht”


  1. 1 Orakio "O Gagá" Rob setembro 15, 2009 às 9:16 am

    Os programadores dizem que Xenosaga está relacionado a Xenogears, mas que é mais uma recriação do conceito, provavelmente por causa da saída da equipe da Square. É uma pena, porque eu realmente queria que a trama continuasse englobando o Xenogears.

    Eu sou doido por Xenogears, e cheguei MUITO perto de comprar um play2 na época só por causa do Xenosaga. Desanimei quando soube das mudanças de rumo da série. Mas ainda assim tenho vontade de jogar.

  2. 2 Sir Kao setembro 15, 2009 às 9:14 pm

    Eis uma série que é meu Tendão de Aquiles…

    Apesar de ser um fã incontestável de RPG, matem-me, nunca joguei nenhum Xenosaga.

    Fiquei muito retido na era 16 bit e 32 bit, preciso perder a virgindade de vários RPGs de PS2, e Xenosaga é um ótimo candidato.

  3. 3 Orakio "O Gagá" Rob setembro 15, 2009 às 9:26 pm

    Pois é, Sir Kao… se eu tivesse cedido aos encantos do Xenosaga e entrado com os dois pés no Playstation 2, talvez no lugar do Gagá Games eu tivesse criado o “Neném Games”🙂

    Xenogears… ah, que saudade… *vontade de zerar pela milionésia vez*

  4. 4 João setembro 22, 2009 às 9:53 pm

    Adoro esse jogo, um dos melhores Rpgs do Ps2

  5. 5 Richter Belmont outubro 15, 2009 às 8:55 pm

    Cara, vc acredita q até hj eu nunca joguei nenhum jogo dessa série!?

    E agora q eu resolvi pegar os vogos pra jogar o canhão do meu PS2 começa a abrir o bico ¬¬

  6. 6 isabel janeiro 31, 2010 às 12:53 pm

    oi gstava de adquirir este jogo em Portual (lisboa) mas n sei onde… podem ajudar-me


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




PlayStation 2 Imortal

Venha relembrar aqui os grandes clássicos do 128 bits da Sony!
setembro 2009
D S T Q Q S S
« ago   out »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Blog Stats

  • 286,907 hits

%d blogueiros gostam disto: